Como comprar da China 1 - Realidade, com preços baixos e frete grátis!

Por Thiago Rodrigo Alves Carneiro
Em 02.02.2014 06:17
16039 visualizações

Por indicação de alguns amigos "muambeiros", no começo de 2010 eu descobri diversos sites que vendem todo tipo de acessórios no varejo e no atacado, com envio diretamente da China ou Hong Kong e frete grátis para o Brasil. De lá para cá, comprar em sites da China virou febre e muitos já fizeram ou ouviram falar e ficam curiosos por mais informações para, finalmente fazer.

O aumento do dólar neste início de 2014 beirando a US$ 1 = R$ 2,50, IOF para compras em moeda estrangeira no cartão de crédito de 6,38% e cotação do cartão de crédito cerca de 5% superior ao dólar comercial tornaram o negócio ainda interessante, mas em alguns casos já não super vantajosos como antes. Entenda!

Comentários detalhados sobre prazos de envio e recebimento, tributação e RMA serão encontrados neste outro post.

Melhores Lojas

De todos os sites indicados, destacam-se FocalPrice.com, DealExtreme.com, LighTake.com, Light In The Box, Mini In The Box, TinyDeal.com pelas mais de 50 compras que já fiz e recebi gastando muito pouco, pelas ótimas recomendações da quase totalidade de usuários, que receberam suas encomendas em diziam ter recebido suas encomendas entre um e dois meses após o pedido.

Frete e Pagamento

O frete é gratuito e você pode pagar com cartão de crédito internacional via PayPal, o maior site de serviços financeiros do mundo, evitando expor seu cartão de crédito. As encomendas acima de US$ 15 (LighTake e DealExtreme) ou US$ 20 (FocalPrice) são rastreáveis e, após entrarem no Brasil, rastreáveis também pelos correios.
Dica: Devido ao IOF de 6,38% nas compras com cartões de crédito no exterior, recomendo usar a opção direta de conversão de moeda para reais disponível no PayPal para pagamento com cartões Visa (esta opção não está disponível para cartões MasterCard). Esta opção causa sobretaxa de 3,5% no dólar comercial, mas evita flutuações de cotação da moeda americana, bem como a exorbitante taxa de 6,38% e a bola de cristal da cotação usada pelos cartões de crédito.

Imposto de Importação

As encomendas podem ser taxadas pela alfândega quando chegam ao Brasil em 60% do valor declarado da encomenda (imposto de importação). A porcentagem de pedidos que pagam imposto é desconhecida, mas vários sites recomendam fazer pedidos até US$ 50 e com opção de envio como presente (às vezes acrescenta US$ 0,01 ao pedido), para que não venha o nome da empresa na encomenda. Há ainda quem fale em isenção até US$ 100 dólares.
Até hoje, particularmente, já fiz mais de 50 encomendas e só fui taxado uma vez aqui em São Paulo em compras diretas da China pelas lojas citadas.

Vendas no Atacado

Também é possível comprar pelo WSDeal, DHGate.com ou ChinaVasion.com, que realiza vendas de terceiros no atacado com preços realmente baixos para grandes quantidades, como lotes de 30, 50, 100, 200 ou até 500 peças. Entretanto, neste caso você terá de pagar um belíssimo frete, terá chances muito maiores de ser tributado e ainda poderá ser interpretado como contrabando, algo punível no Código Penal Brasileiro se feito de forma clandestina como muitos adorariam fazer para revender.

Outras Lojas da China que entregam no Brasil

Há, ainda, alguns concorrentes menos conhecidos como Agoodic.com , CrazyDealSCO.com, DinoDirect.com , Tradestead.com , e Rihey.cc .

Cupons de Desconto para Lojas da China

Em A vida é feita de Desconto você encontra cupons para algumas das melhores lojas de gadget da China. Confira!

POSTS RELACIONADOS


Comentários do Facebook


A vida é feita de Consumo traz notícias e estatísticas sobre consumo no e-commerce e lojas físicas, novidades na legislação sobre consumo e, sob o olhar de consumidor, avalia produtos, serviços e locais de consumo em compromisso com a verdade e com os fatos.
Por Thiago Rodrigo Alves Carneiro, professor de Matemática e Estatística, sócio-proprietário do AulasdeMatemática.com.br e de A vida é feita de Desconto, Licenciado em Matemática - USP e Bacharel em Estatística - USP.

Redes Sociais

Publicidade